Partes do violão

Autor: 
Marshall Brain

Um violão é um instrumento musical com som e formato únicos. A melhor maneira de se aprender como o violão produz som é entendendo todas as partes deste instrumento. Vamos começar com o violão e depois vamos entender como funciona a guitarra elétrica.

Um violão pode ser dividido em três partes principais:

  • corpo


Foto cedida por Gibson Guitars
O corpo de um violão Gibson SJ200 Vine
  • braço, que contém os trastes e as casas


Foto cedida por Gibson Guitars
O braço de um violão Gibson SJ200 Vine
  • cabeça, que contém as tarraxas


Foto cedida por Gibson Guitars
A mão de um violão Gibson SJ200 Vine

A parte mais importante do corpo é a caixa acústica. O objetivo da caixa acústica é amplificar o som de cada nota para que possamos ouvi-las.


Foto cedida por Gibson Guitars
O corpo de um violão Gibson SJ200 Vine

O corpo do violão tem um buraco, conhecido como boca. Ela é normalmente redonda e centralizada, mas também existem bocas em forma de F, como nos violinos. Existe uma peça colada ao corpo chamada ponte, que funciona como uma âncora para segurar as cordas. Sobre a ponte está o rastilho, uma peça fina e dura onde as cordas se apoiam.

As vibrações produzidas nas cordas atravessam o rastilho, passam pela ponte e chegam ao corpo do instrumento. O corpo vibra junto com as cordas. Como o corpo do violão é oco, ele se transforma em um caixa acústica e amplifica as vibrações das cordas. Se você encostar um diapasão na ponte de um violão, vai perceber que são as vibrações das cordas que produzem o som de um violão. O processo é completamente diferente nas guitarras elétricas (conforme abordaremos mais adiante).

Experimento
Você ainda não acredita que a caixa acústica amplifica o som?

Tente realizar este experimento:

  1. Envolva uma tigela com papel plástico bem esticado, como na figura. Se necessário, use fita adesiva para fixá-lo às bordas.
  2. Cole um elástico no centro do plástico com a fita adesiva e estique-o.
  3. Compare o som produzido pelo elástico com e sem a fita adesiva.

A diferença é enorme. A fita adesiva aumenta a superfície vibrante e o som fica muito mais alto.

O corpo da maioria dos violões tem uma cava, ou estreitamento, que facilita que você o coloque sobre o joelho ou as coxas. A parte larga superior é onde o braço se conecta ao corpo, e a inferior recebe a ponte.

O tamanho e formato do corpo muda o som produzido pelo violão. Dois violões com corpos de formatos e tamanhos diferentes vão soar diferente. As duas curvas também afetam o som. Se você balançar o violão, erguendo ora a parte inferior ora a superior, vai perceber a diferença. A curva inferior acentua os sons graves e a curva superior acentua os sons agudos.

A parte da frente do braço contém os trastes. Os trastes são peças de metal cortadas e dispostas em intervalos específicos. Ao apertar uma corda no traste, você muda o seu comprimento, e, conseqüentemente, a nota que ela produz quando vibra. Falaremos mais sobre os trastes e seus espaçamentos mais tarde.

Entre o braço e a cabeça existe uma peça chamada capotraste, com espaços para acomodar as cordas. Do ponto de vista musical, a ponte e o capotraste funcionam como as extremidades da corda. A distância entre estes dois pontos é chamada de comprimento da escala da guitarra.

A corda passa pelo capotraste e se conecta às tarraxas, que permitem que o músico aumente ou diminua a tensão das cordas para afiná-las.


Foto cedida por Gibson Guitars
As tarraxas de um violão Gibson SJ200 Vine

Em quase todas as tarraxas existe uma pequena engrenagem que ajuda a apertar a corda.