Receita: Caipirinha

Criada no interior de São Paulo no século XIX para substituir nas festas dos latifundiários os vinhos e uísques importados, a caipirinha caiu no gosto popular graças ao baixo custo de seus ingredientes e se transformou na bebida típica oficial do país. A formalização dessa situação aconteceu em 2 de outubro de 2003 através do decreto 4.851 assinado pelo então presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que em seu artigo quarto proclamou: a "caipirinha é a bebida típica brasileira, com graduação alcoólica de quinze a trinta e seis por cento em volume, a vinte graus Celsius, obtida exclusivamente com cachaça, acrescida de limão e açúcar."


Foto: iStock.

O decreto já não está mais em vigor. Em 2009 foi substituído por outro, o 6.871, mas a bebida, em seu artigo quinto, teve seu status mantido, ainda que a fórmula tivesse permissão para ser ligeiramente alterada: "A bebida, com graduação alcoólica de quinze a trinta e seis por cento em volume, a vinte graus Celsius, elaborada com cachaça, limão e açúcar, poderá ser denominada de caipirinha (bebida típica do Brasil), facultada a adição de água para a padronização da graduação alcoólica e de aditivos".

Receita parece simples, mas com chances de deslize

Embora a receita seja simples e o número de ingredientes pequeno, produzir uma dose de caipirinha nem sempre é missão fácil. É necessário encontrar o equilíbrio entre os componentes. Isso impede, por exemplo, que se faça uma quantidade maior e se divida em vários copos. É preciso preparar uma caipirinha por vez. Por isso, geralmente a bebida é feita diretamente no copo em que é servida.

Há um grande número de variações da receita, mas a tradicional caipirinha é feita da seguinte maneira:

Ingredientes:

* 50 ml de cachaça

* 2 colheres de sobremesa de açúcar

* um limão espremido

* gelo

Modo de preparar:

1) Corte o limão em quatro partes.

2) Retire a parte branca do miolo do limão. Ela pode deixar a caipirinha amarga.

3) Pegue as partes e corte em fatias transversais menores.

4) Coloque metade do limão em um copo ou pilão de madeira com a casca virada para baixo e a polpa para cima. Isso evita que se machuque a casca e deixe a bebida amarga.

5) Coloque o açúcar.

6) Aperte com um socador de plástico ou de madeira. Evite machucar demais a fruta para que a bebida não fique amarga demais. Coloque um pouco de pressão de cima para baixo, mas não muito a ponto de moer a casca da fruta. A quantidade de líquido extraído, somado o suco do limão mais o açúcar, deve chegar a dois dedos. Ao atingir esse nível, pare de socar.

7) Adicione gelo até a boca do copo.

8) Despeje a cachaça por cima.

9) Misture com um palito ou colher.

Dicas para o preparo

Não se deve usar gelo picado no preparo. Ele costuma derreter muito rapidamente e deixar a caipirinha aguada.

O limão mais usado para o preparo da bebida é o Taiti. Limões com casca lisa costumam produzir mais suco. Deve-se evitar pegar frutas com a casca mole. Isso indica que podem estar podres.

Há uma série de variações da caipirinha usando frutas na composição e até outras bebidas, como a vodka, por exemplo. Nesse caso, é uma questão de gosto pessoal e criatividade.