Atrizes vencedoras do Oscar se divorciam mais cedo, diz estudo

Autor: 
Mariana Noffs

Maldição oscar
© iStockphoto.com /Sucek

Será que Nicole Kidman e Annette Bening correm o risco de serem atingidas pela "maldição do Oscar"? O prêmio de melhor atriz da Academia parece ter amaldiçoado a vida de talentos como Joan Crawford, Bette Davis, Halle Berry e Kate Winslet, que se divorciaram logo após levar o Oscar para casa. Um estudo da Universidade de Toronto e da Carnegie Mellon revelou que as vencedoras do Oscar na categoria Melhor Atriz correm mais risco de se divorciar do que as outras nomeadas. E é um problema feminino mesmo, já que o mesmo não acontece com os homens vencedores da categoria Melhor Ator.

"Pesquisas mostram que historicamente, na maioria das sociedades, os papéis com maior poder e status vão para o homem, e as mulheres sempre ficam com os menores. Estudos demonstram que violar essa norma dentro de um casamento - por exemplo, quando a esposa tem um salário maior que o do que o marido - pode causar tensão no relacionamento", diz Tiziana Casciaro, co-autora do estudo. "Parece que nem os casais de Hollywood estão salvos dessas consequências. Nossos resultados mostram que o sucesso repentino reduz a longevidade de seus casamentos", diz Colleen Stuart, outra autora do estudo.

O estudo analisou 751 nomeados ao Oscar de melhor ator e atriz entre 1936 e 2010. Os resultados mostram que as vencedoras do prêmio de Melhor Atriz têm uma probabilidade 63% maior de terminar o casamento mais cedo do que as outras nomeadas. A média de duração do casamento das vencedoras é de 4,3 anos, substancialmente menor do que a média de 9,5 anos para não vencedoras. No entanto, a diferença entre vencedores do prêmio de Melhor Ator (média de 11.97 anos) e não vencedores (média de 12.66) não é estatisticamente significante.

Artigos relacionados

Publicado em 28/01/2011