Lego: construindo com tijolos

Autor: 
Tracy V. Wilson

Os tijolos básicos da Lego têm ângulos de 90º, mas os produtos finais não estão limitados à forma quadrada. Com ângulos de 90º muito próximos, você pode fazer objetos que se tornam esferas e curvas. Com tijolos suficientes, você pode montar qualquer coisa.

bionicle toa vakama
Foto cedida Lego.
Os produtos da linha BIONICLE tem alguma semelhança com um tijolo 2 x 4

Entretanto, qualquer um que tenha ido recentemente a uma loja de brinquedos sabe que as peças da Lego não se limitam mais a tijolos básicos. Novos conjuntos incluem peças adaptadas, como asas, velas e mastros. Alguns conjuntos, como o BIONICLE e o KNIGHTS KINGDOM, são projetados para a construção de modelos que se parecem com personagens de ação. O conjunto TECHNIC faz que você crie uma máquina com pinos, eixos, motores e embreagens, ao passo que o conjunto MINDSTORMS permite a montagem de robôs programáveis.

Batmobile before

Batmobile after
O Batman Dragster vem com vários pacotes pequenos de peças e as instruções de montagem

Se você quiser criar algo que de fato impressione, compre um kit que inclua todas as peças e traga instruções passo a passo. Ou compre muitos tijolos nas mais diversas formas e tamanhos e descubra como montá-los você mesmo. Construir a partir de um kit é muito fácil: as instruções não utilizam nem sequer palavras e, caso você as perca, pode fazer um download do site da Lego (em inglês). Agora vamos ver o que é necessário para planejar e montar suas idéias.

As minibonecos podem conquistar o mundo?
Há cerca de 6,5 bilhões de pessoas no planeta Terra e cerca de 4 bilhões de minibonecos da Lego.

A primeira coisa necessária é determinar exatamente que tipo de escala você vai usar para seu projeto. Isso vai estabelecer todo o desenrolar do processo, desde quantos tijolos você precisará até quanto tempo, provavelmente, a montagem vai levar. Você pode fazer um modelo de bolso, ou seja, qualquer coisa pequena o bastante para carregar. Por outro lado, existe a escultura em escala, que pode ser em tamanho real ou menor, mas normalmente é bem grande. No meio-termo existe o miniboneco em escala, que pode ser planejado de acordo com o tamanho do miniboneco que você vai usar. Você também pode escolher construir um mosaico bidimensional, usando uma placa base como referência.

Não existe modo errado de montar os tijolos da Lego, pois os métodos de construção podem variar muito. Mas o primeiro passo geralmente envolve pesquisa e planejamento. Eis o que o profissional certificado pela Lego e antigo Construtor Mestre, Nathan Sawaya, tem a dizer sobre planejar um projeto:

    "Todo projeto é diferente, logo eu os encaro de maneiras diferentes. O primeiro passo é fazer a pesquisa e obter os materiais de referência de que eu preciso. Quando eu montei a réplica da Ponte do Brooklyn, juntei centenas de fotos da ponte de diferentes ângulos. Posso também fazer um esboço, mas muito da criação é o processo orgânico, vivo, da montagem. Construo parte da escultura e então posso desmanchá-la, construo outra, desmancho, e fico repetindo o processo até alcançar a imagem perfeita".

Nathan Sawaya une duas peças do enorme modelo da Ponte do Brooklyn.
Imagem cedida Nathan Sawaya.
Nathan Sawaya junta duas peças do enorme modelo da Ponte do Brooklyn

Alguns preferem planejar suas criações passo a passo ou usar o programa do computador para ajudar no projeto. Os programas de montagem da Lego incluem:

  • Lego Digital Designer (em inglês), um programa gratuito para Windows ou Macintosh, que ajuda na aquisição exata dos produtos da fábrica da Lego (em inglês) de que você vai precisar.
  • LDraw (em inglês), um programa de projeto assistido por computador (computer-aided design, CAD) para Windows, Macintosh e Linux voltado aos pequenos tijolos da Lego.
  • Bricksmith, um aplicativo para Macintosh que usa a biblioteca modelo do LDraw.
Qual é a altura?
Quer montar uma torre que vai até a lua? Vai precisar de 40,5 milhões de tijolos.

Uma vez que você conseguiu juntar material e tem uma idéia de seu projeto, o resto são peças, tempo e paciência. Segundo Sawaya:

"Dependendo do projeto, gasto diferentes períodos. Cada um envolve um monte de tijolos; logo, você tem de ser paciente com o trabalho. Alguns projetos menores podem se desenvolver rapidamente, durante um final de semana, ao passo que projetos maiores envolvem meses de planejamento e montagem. Claro, mesmo os trabalhos menores têm suas dificuldades. Enquanto eu trabalhava num busto do David Letterman, gastei uma semana apenas tentando imaginar seus óculos".

Os tijolos da Lego não são nada comparados a projetos de escultura em escala: "peças maiores pedem um esboço de idéias, mas o verdadeiro teste é ser capaz de criar o modelo final em minha cabeça, já que esculpir com as peças Lego é um processo lento", afirma Sawaya, "tenho de ser capaz de logo reconhecer onde as peças precisam estar para desenvolver a forma da escultura à medida que vou montando tudo. São necessárias muitas peças para dar tudo certo, e com freqüência eu desmonto partes que montei para reconstruí-las de modo diferente".

Sawaya junta duas peças grandes de um lápis de 2,4 m.
Imagem cedida Nathan Sawaya.
Sawaya junta duas peças grandes de um lápis de 2,4 m
A parte interna do grande lápis montado por Sawaya apresenta firmeza e estabilidade.
Imagem cedida Nathan Sawaya.
A parte interna do grande lápis montado por Sawaya apresenta firmeza e estabilidade

As técnicas de montagem dos construtores variam, mas a maioria começa da base e vai subindo: "O processo de escultura com a LEGO é normalmente de baixo para cima", comenta Sawaya; "Quer dizer, começo da base e vou construindo até chegar ao topo da peça. Isso normalmente significa que os problemas com a estabilidade da peça já foram sanados quando termino um modelo".

Tamanho e tempo
Entre os projetos já finalizados por Sawaya está a réplica de um Chris Craft Speedster. Tem mais de 3 m de comprimento e detém o recorde por ser o maior barco montado com peças da Lego. "Usei quase 500 mil tijolos", falou Sawaya. "Fiquei trabalhando 18 horas seguidas durante dez dias."

Se você estiver trabalhando por tentativa e erro ou com esboços detalhados, existem algumas técnicas que vão ajudar a fazer sua construção ficar firme. Tijolos alternados, o modo como os construtores cruzam tijolos quando constroem casas, tornam as paredes mais fortes. Você também pode firmar o interior de estruturas com cavidades, com colunas e vigas feitas de tijolos adicionais. Um bom recurso para aprender a fazer suas próprias construções é o Guia não oficial de construtores da Lego, escrito por Allan Bedford. Você também pode encontrar muitas informações sobre montagem e criação na publicação online BrickJournal (em inglês).

Vamos ver a empresa por trás dos tijolos na próxima seção.