Gravando o seu CD

Autor: 
Allison Klein

Há  apenas quatro passos envolvidos: gravação, mixagem, masterização e queima. Aqui está o detalhamento de cada um deles.

Gravação
Independente do que estivermos falando, seja dos vocais, guitarra, bateria, o que for, um dispositivo de gravação armazena as faixas individuais e lhe permite reproduzi-las. Dependendo do gravador, você pode gravar o som em um disco rígido, um cartão de memória, uma fita digital ou um CD.

Portanto, você precisará de uma forma de capturar o som e enviá-lo ao gravador (a propósito, o gravador será a estação de trabalho, mixer ou computador).

Quando você gravar os vocais, estará capturando o som usando um microfone (em inglês). O microfone estará plugado em um conector de entrada no seu computador, mixer ou estação de trabalho estúdio. O som que você faz entra no equipamento de gravação através deste conector de entrada.

Quando quiser gravar instrumentos elétricos, o processo é bem parecido. Em vez de usar um microfone, você apenas conecta a sua guitarra elétrica, baixo elétrico, bateria eletrônica ou sintetizador no dispositivo de gravação.

Se você quiser usar uma música já gravada em um CD ou fita cassete, poderá gravar a partir do CD ou cassete do mesmo jeito que faz com os instrumentos. Apenas conecte um toca-fitas ou toca-CD ao seu gravador e aperte Play (reproduzir). Você está apenas extraindo música de uma fonte e disponibilizando-a em outra. Qualquer programa possuirá instruções completas sobre como gravar qualquer coisa.

Mixing
Após ter gravado a sua música, você mistura todos os elementos. Você mistura os vocais com a guitarra, baixo, bateria e outras faixas de instrumentos.


Foto cedida por Amazon.com
Stanton Sk-6F Scratch Mixer

O mixer lhe permite controlar o volume e som de cada faixa e você pode ajustar o volume de cada uma em relação às outras na gravação, então, por exemplo, você pode tornar a faixa dos vocais mais alta do que a da guitarra na mixagem final. Sem a mixagem, a faixa da guitarra pode ficar alta demais para permitir ouvir a faixa dos vocais.

A meta principal da mixagem da sua música é equilibrar os níveis das suas faixas. Qualquer mixer ou programa de mixagem no computador que você utilizar lhe dará orientações para ajustar os níveis de som da música.

Durante a mixagem, você precisa fazer o ajuste de pan (panorâmica) nas faixas no seu CD. Quando você ouve a música, o som emana de dois alto-falantes separados - durante o processo de panorâmica, você ajusta cada som para assegurar que emane do lugar ideal. Por exemplo, o "pan" dos vocais principais e da guitarra é freqüentemente situado no centro e as harmonias de fundo vêm dos lados (esquerdo e direito). Os controles do seu mixer lhe permitem testar e encontrar a melhor configuração.

Você também pode ajustar a equalização da sua música. Equalização ou EQ é o tom da música. EQ é bastante similar aos botões de graves e agudos do seu aparelho de som doméstico ou automotivo. Em suas faixas gravadas, você pode selecionar um elemento de som e alterar o tom. Por exemplo, você pode fazer com que os vocais altos soem mais profundos ou deixar a linha de baixo vibrar um pouco mais forte.

Dependendo do seu mixer, você também pode agregar efeitos à sua música (se o seu mixer não possuir esta capacidade, você pode simplesmente comprar um programa extra ou uma máquina de efeitos externa). Existem muitos efeitos diferentes que você pode usar para alterar o som da sua música e os efeitos certos podem tornar um CD doméstico em um álbum com som profissional.

Efeitos
Um efeito é um tipo de processamento que pega um som original e o altera. Os efeitos que substituem todo o som original são chamados de efeitos de inserção. Efeitos que são agregados ao som existente são chamados de efeitos de loop. Alguns dos efeitos mais usados são:

reverb - é a abreviação de reverberação. O reverb recria como soaria a música em um determinado espaço físico como um estádio ou clube. Ele cria um efeito como se o som estivesse sendo ouvido em um determinado lugar;

delay - o delay, ou atraso, é uma cópia de um som agregado ao som original com um ligeiro atraso. Este efeito pode ser usado com os vocais para fazer com que soem como se houvesse mais de uma pessoa cantando;

chorus - um chorus cria delays (atrasos) múltiplos. Isto é freqüentemente usado em faixas de guitarra para fazer com que o som pareça expansivo;

modulação - a modulação altera o som para fazê-lo parecer algo que não é. Por exemplo, você pode usar a modulação de microfone para fazer um microfone barato soar como um microfone caro de estúdio. A modulação de amplificação faz um violão normal parecer como se estivesse sendo tocado através de um amplificador de guitarra.

* Informações da Roland Corporation.


Masterização
Quando tiver terminado a mixagem, você precisará prepará-la para transferi-la a um CD. Masterizar a sua música significa essencialmente repassar a gravação novamente para se certificar que tudo soa da maneira que você deseja antes de gravar o CD.

A masterização engloba três idéias principais:

  • Identificar e resolver quaisquer problemas na sua música
    A melhor maneira de fazer isso é ouvir com cuidado a sua mixagem final. Verifique os níveis gerais. Utilize os volumes das faixas.
  • Verificar a EQ geral
    Você pode fazer correções no volume através da equalização e ajuste dos seus níveis. Confira se o tom da música é o que deseja. Teste bastante até encontrar o ponto ideal.
  • Inclua marcadores de faixas no seu CD
    Até agora, a "faixa" se referia a uma parte da sua música, como a faixa dos vocais ou da guitarra; agora se refere a uma canção individual. Se o seu CD possuir mais de uma faixa, você precisa colocar um marcador no início de cada uma. Isto é para que o aparelho de CD saiba onde cada canção começa. Lembramos que o seu equipamento terá orientações que o ajudarão com os detalhes.

Queima


Finalmente está na hora de queimar a sua obra-prima. O queimador de CD pode ser um dispositivo independente, parte de um computador ou embutido em uma estação de trabalho estúdio.

Existem dois tipos de CD que podem ser utilizados para queimar a sua música. A maioria dos queimadores de CD utilizam o CD-R/RW. Discos CD-R não podem ser apagados depois de queimados (os CDs de música comprados em lojas são CD-R). Discos CD-RW podem ser apagados para que você possa queimá-los novamente.

Queimar um CD é moleza. A única decisão importante que você terá de tomar é se deseja queimar todo o CD de uma vez só ou queimar uma canção de cada vez. Adicionar uma canção de cada vez lhe permite queimar diferentes versões da mesma canção em um CD e você pode montar o álbum colocando uma canção por vez, queimando as faixas à medida que as finaliza.

Para mais informações sobre como queimar o seu CD, confira os links na próxima página.