As influências musicais de Elvis Presley

Autor: 
Susan Doll
Quando jovem, Elvis Presley sofreu a influencia de diversos estilos musicais.
Quando jovem, Elvis Presley sofreu a influência de
diversos estilos musicais

Um dos pontos constantes no começo de seus anos foi a igreja (Primeira Assembléia de Deus) onde ele e seus pais cantavam no coro, como também na escola primaria Lawhon Elementary School na Street Lake, que ele começou a freqüentar no outono de 1941

Já um solitário, acostumado a tocar mais sozinho do que com os amigos, Elvis logo aprendeu a ler e passava horas a fio lendo sua pequena coleção de gibis.

Aproveitando maiores oportunidades de emprego criadas com a entrada dos EUA na Segunda Guerra, os Presley’s mudaram para a Costa do Golfo de Mississipi onde Vernon e seu primo Sales encontraram emprego perto de Pascagoula em 1940.

A mudança durou pouco. Com saudades da família e amigos, Vernon e Gladys voltaram ao Leste de Tupelo um mês depois. Vernon passou grande parte do ano de 1942 longe da família em Mississipi, Alabama, e finalmente em Memphis, Tennessee, onde trabalhou em uma fábrica de munições. Ele voltava aos finais de semana para ficar com Elvis e Gladys.

Vernon guardou dinheiro até o final da guerra para depositar US$ 200 de entrada para uma casa em Berry Street. Incrivelmente, a pessoa que vendeu o imóvel era Orville Bean, cujo cheque falsificado havia deixado Vernon preso.

Logo depois, foi a filha de Bean, Oleta Grimes, que encorajou Elvis a fazer sua primeira atuação em público, em uma competição no rádio para o dia das crianças, na Feira Anual e Show de Laticínios Missippi-Alabama no centro de Tupelo. Grimes, que também foi a professora da quinta série de Elvis, ficou impressionada com a forma com que ele cantava nas orações da manhã.

Dizem que, usando óculos e em cima de uma cadeira para alcançar o microfone em frente de centenas de pessoas, Elvis conseguiu o segundo lugar cantando, sem acompanhamento, "Old Shep," the Red Foley, uma canção que falava sobre o sentimento de um menino cujo cachorro querido havia falecido. O prêmio de Elvis foi de passes livres para brincar em todas as atrações de feira, mais cinco dólares.

Pesquisa feita por Bill Burk para seu livro Early Elvis: The Tupelo Years desmente este mito. Em entrevistas com a família de Elvis e seus amigos, e com comentários feitos por Elvis pessoalmente, foi confirmado que ele realmente cantou sing "Old Shep" sem acompanhamento, e que usou óculos por um curto período na quinta série. Porém, ele não ficou com o segundo lugar na feira. Ele talvez tenha ficado com o quinto lugar, mas provavelmente não conseguiu um prêmio.

A falta de acompanhamento musical logo foi resolvida quando sua mãe lhe comprou um violão da empresa Tupelo Hardware Company para seu aniversário de onze anos (ou talvez de dez anos de acordo com algumas versões da história). Gladys acreditou que essa era uma alternativa barata e segura à uma bicicleta que foi o que ele havia pedido. Seu tio lhe ensinou combinações diferentes e Elvis começou a cantar e tocar na igreja e no WELO Saturday Jamboree, um programa popular de talentos do rádio local de Courthoused.

O WELO Jamboree trouxe ao Elvis seu primeiro contato direto com a indústria de entretenimento. Carvel Lee Ausborn (Mississipi Slim era seu nome artístico), era a estrela do show, misturando música country com comédia, e ele não somente acompanhou Elvis com o violão como também o ensinou novas combinações musicais e canções. O irmão mais novo de Slim, James Ausborn, foi colega de sala de Elvis na escola Tupelo Consolidated, e às vezes os garotos visitavam Slim no estúdio da rádio WELO, onde ele tinha seu show ao meio dia. Foi assim que Elvis aprendeu mais sobre o que cantar e como tocar.

Inspirado pela música que ouvia na rádio da Grand Ole Opry todo sábado a noite, e música gospel da igreja aos domingos pela manhã, Elvis tinha vontade de aprender e queria ficar perto de músicos como Slim, que aparentemente conhecia algumas das grandes estrelas, como o o cowboy cantor Tex Ritter. Porém, ninguém, nem mesmo o Elvis, imaginaria que ele já estava seguindo o caminho que o levaria à fama e riqueza.

No verão de 1946, sem dinheiro para pagar pela casa na Berry Street, Elvis e seus pais se mudaram para o Leste de Tupelo, para a cidade vizinha de Tupelo, onde logo conheceram de perto a miséria. Mulberry Alley estava do lado oposto de Shake Rag, zona negra de Tupelo, e a casa dos Presleys era pouco mais do que uma barraca.

A poucos quilômetros dali estava a escola Milam Junior High School, onde Elvis entrou na sexta série no outono. Aluno de nível médio, ele estava muito tímido para impressionar seus professores e colegas de sala. Foi somente quando ele começou a tocar seu violão na sétima série durante um almoço que a situação começou a mudar.

Nesse período, Elvis e sua família mudavam de endereço frequentemente conforme Vernon mudava de emprego. Vernon – apesar de não ser ambicioso, raramente ficava desempregado - com o que Gladys ganhava trabalhando na lavanderia Mid-South Laundry, e o dinheiro de diversos empréstimos, eles conseguiam se manter vivos, e no segundo semestre de 1974, os Presleys passaram a morar na North Green Street, localizada em bairro vizinho.

Conseqüentemente, discriminado por vários de seus colegas, Elvis foi considerado como um intruso dentro da comunidade negra local, mas se sentia atraído à música que ouvia nas ruas, perto das igrejas e saindo de clubes e bares. Para um garoto pobre com habilidades comunicativas limitadas, mas com sonhos de crescer e uma mente aberta, a vivência nessa comunidade foi uma experiência estimulante.

Durante sua adolescência, as influências musicais do bairro e de estilos sobre Elvis tiveram grande impacto sobre seu estilo pessoal. Saiba mais sobre a adolescência de Elvis na próxima página.

Para mais informações sobre Elvis Presley, consulte: